quinta-feira, 25 de março de 2010

Criacionistas e Ateus

Existe perseguição ou discriminação contra os ateus por parte da Religião?

Sem dúvida! Entretanto, a resposta a essa pergunta não deve ser direcionada à Religião, mas a alguns religiosos ou grupos específicos. De uma forma geral a Religião em si (são várias) busca o melhor do homem no seu relacionamento com o próximo e com Deus. No entanto é fato que vários religiosos não sabem conviver com diferenças de opinião e discriminam frontalmente aqueles que não manifestam uma crença similar. Isso tem sido visto ao longo da história.

Logo, a resposta a essa questão (ressalvada a diferença entre ‘religião’ e ‘religiosos’) é sim.

Existe perseguição ou discriminação contra criacionistas ou defensores do Design Inteligente por parte da Ciência?

Ultimamente esse tem sido um assunto recorrente nos sites que abordam a controvérsia criacionismo & evolucionismo. O que se constata é que, sobretudo na Europa e Estados Unidos, muitos pesquisadores evitam declarar sua aceitação ao DI ou sua crença num Ser Superior por receio de perder verbas para pesquisa ou mesmo o emprego. Casos clássicos são os dos doutores Forrest Mims, Jerry Bergman (que escreveu um livro com mais de 300 depoimentos sobre o assunto) e Michael Reiss (demitido da Royal Society por defender o direito ao ponto de vista criacionista).

Observe-se que raramente as idéias criacionistas e do DI são debatidas no meio universitário. E olha que o meio universitário na modernidade tem debatido toda sorte de ideias, filosofias, ideologias e linhas de pensamento. Em alguns casos essa ausência de debates é algo proposital e fruto de uma arrogância que não se coaduna com a própria ciência. Dawkins, o cientista autor de “Deus, um delírio” se recusa a 'dialogar' com criacionistas.

A resposta a essa questão também é sim.

Antinomias

Uma antinomia é uma afirmação, fato ou tese que contém em si duas proposições contraditórias. São os paradoxos.

Na Filosofia, algumas antinomias são um verdadeiro 'desafio ao pensamento'. Outras, apenas uma diversão para o cérebro. Você consegue 'desafiar' estes raciocínios?

Uma camiseta cuja frente contenha a expressão “A frase escrita atrás desta camiseta é falsa” e na parte de trás da camiseta a frase “A frase escrita na frente desta camiseta é verdadeira”.

Todas as coisas e seres pertencem a categorias. Há algumas coisas e seres que não pertencem a nenhuma categoria. Essas últimas acabam pertencendo a categoria das coisas e seres que não pertencem a nenhuma categoria. (Dizem que este é de Bertrand Russel).

Toda regra tem uma exceção. Se considerarmos isso uma regra, então ela deve ter uma exceção. Se ela tem exceção, então haverá regra sem exceção.

Um hotel com infinitos quartos está completamente cheio, no entanto ele pode receber mais hóspedes.

Ética e Política

Incrível: os dois principais candidatos a eleição presidencial e o próprio presidente descumprem a legislação eleitoral e nada acontece.

O mais grave se dá com o presidente. Inaugura as obras aos poucos - primeiro a pedra fundamental, depois a primeira etapa, depois uma ponte do trecho inacabado e assim vai - montando palanques a cada "inauguração" parcial para falar de sua candidata.

Parece que só o tribunal eleitoral não vê.

É aguardar para ver.

Fonte da imagem: (a foto é de uma ponte qualquer) http://zerohora.clicrbs.com.br/rbs/image/4164766.jpg

quarta-feira, 24 de março de 2010

Um Verdadeiro Gênio Indomável

Em 1999 assisti ao filme ‘Gênio Indomável”, onde um gênio da matemática dá as costas ao establishment e simplesmente vive sua vida. Recomendando o filme a professores de matemática, ouvi de dois deles (um professor e uma professora) que o filme era muito fantasioso e irreal.


Mas a vida é dinâmica e dia desses (em 2002, para ser exato) Grigori Perelman, um matemático russo, professor de ensino médio, resolveu um dos “sete grandes mistérios da matemática”, a Conjectura de Poincaré. Como não sou muito ligado à Matemática, fiquei sabendo desse fato somente hoje.

Agora em 2010 Perelman está com 44 anos e é cada vez mais um indivíduo excêntrico: recusa holofotes, toma pouco banho, usa a mesma roupa e raramente apara as unhas, faz a barba ou corta o cabelo.

Foi convidado para dar aulas na mesma Universidade que Einstein trabalhou: Princeton. Ele recusou. Assim como recusou trabalhar nas Universidades de Berkeley, Stanford e no famosíssimo MIT.

Mas faltava a última. Deram a ele uma honraria concedida aos gênios da matemática, um prêmio dos "Problemas do Milênio", que dá direito a um milhão de dólares. Antes, em 2006, já haviam lhe oferecido um prêmio equivalente a um Nobel de matemática.

Assim como ele havia recusado a honraria em 2006, não dá a mínima para este prêmio agora.

Segundo a Folha, quando Perelman foi convidado por Princeton, pediram-lhe um currículo. Respondeu que, se não sabiam quem ele era, não deveriam convidá-lo. Como o Massachussets Institute of Technology (MIT) chamou-o depois que resolveu a Conjectura de Poincaré, recusou alegando que deveriam tê-lo chamado antes. Uma última tentativa – ofereceram a ele ganhar quanto quisesse e fazer o que quisesse durante o tempo que bem entendesse. Respondeu que estava comprometido com seus alunos do ensino médio de São Petersburgo (o que nem era verdade).

Parece que Perelman escolheu viver sem concessões a coisa alguma, exceto a Matemática.

Fontes:


1. http://msp.warwick.ac.uk/gt/2008/12-05/perelman


2. Folha de S. Paulo, 24/03/10.

segunda-feira, 22 de março de 2010

De tudo, ficam três coisas

A certeza de que estamos sempre começando...

A certeza de que precisamos continuar...
A certeza de que seremos interrompidos antes de terminar...

Portanto, devemos:

Fazer da interrupção um caminho novo...
Da queda um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro...

Fernando Pessoa

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...